Make your own free website on Tripod.com

Atualidades

O que acontece na Baixada


Lance do Atle-tiba

 

Domingo, 26 de julho de 1998:  Parecia que nem era Campeonato Brasileiro, o ânimo não era muito nas duas torcidas.  Talvez devido ao Campeonato Paranaense de 98, onde o Atlético massacrou o time alvi-verde, sagrando-se campeão.  E deixando o coxa esperando por mais um ano na fila, desde 1989 eles não são campeões.

Mas, voltando ao jogo de hoje.  No primeiro tempo os dois goleiros não se esforçaram muito, na verdade não houve sequer um chute no gol, todas as tentativas dos dois times eram desperdiçadas.  A única jogada de perigo do 1º tempo foi do ATLÉTICO, onde Lucas chutou cruzado, mas Adriano não teve pontaria e desperdiçou o melhor lance rubro-negro.  Até esse momento, nenhuma das torcidas tinha se manifestada.

Mas logo no início do 2º tempo, as duas equipes começaram a mostrar o que tem.  Tuta e Kelly entraram no time atleticano, que mostrou-se totalmente diferente do 1º tempo, boas alterações táticas foram feitas pelo técnico Abel.  As torcidas começaram a incentivar as equipes.  O Furacão começou a pressionar, pressionar até que saiu o 1º gol do jogo, gol de Kelly, que entrou no 2º tempo pra fazer a festa!  Festa total nas arquibancadas que eram quase que na sua maioria atleticana.  A torcida rubro-negra não parou de fazer festa, de tanta festa, saiu o 2º gol, Tuta, que ainda não está 100% driblou Régis e correu pra alegria!!!!

Mas, depois disso, o Atlético se apavorou e começou a dar bico pra todo lado, na hora que tinha que ter calma e administrar o jogo.   O Coritiba conseguiu marcar um gol.  E o Atlético se apavorou mais ainda, deixando o Coritiba empatar o jogo no último minuto, numa bobeira geral da zaga atleticana.  O jeito agora é arrancar alguns pontos em Santos na próxima quarta-feira.


Sábado, 25 de julho de 1998: 
O time atleticano está definido para o clássico de amanhã contra o Coritiba.  O time que entrará em campo será:  Flávio, Alberto, Reginaldo, Edinho Baiano e Bruder; Renato, Wilson, Paulo Miranda e Alex; Lucas e Adriano.

Oscar Roberto de Godói apita a partida que começa às 16:00.  Arquibancas custam R$10,00, cadeiras custam R$ 30,00.  TORCIDA RUBRO-NEGRA, COMPAREÇA AO PINHEIRÃO, O ATLÉTICO PRECISA DE VOCÊ!

 

Sexta-feira, 24 de julho de 1998:  O Clube Atlético Paranaense apresentou seus novos uniformes à torcida Rubro-Negra.  Todas camisas são feitas numa microfibra especial, que não retem o suor dos jogadores.  O uniforme nº1 continua Rubro-Negro com detalhes do ATLÉTICO TOTAL nas mangas.  O nº2 foi totalmente alterado, agora em vez de branco, é num cinza prateado, um visual high-tech.  Já o uniforme nº3, relembra o passado do clube, onde o Atlético jogava de camisas pretas e de calções vermelhos.  Além dessas camisas, foram apresentadas as novas camisas de goleiros, uma homenagem ao ídolo atleticano Caju, um dos maiores goleiros da história atleticana.

Paulo Miranda e Alberto renovaram seus contratos, Paulo Miranda fica até o final de 1998 e Alberto até o final de 1999.  Os dois vão jogar contra o Coritiba dia 26 no estádio Pinheirão.  Os ingressos já se encontram a venda na Baixada.

 


Retornar à página inicial, por favor