Make your own free website on Tripod.com
Clube Atlético Paranaense
74 anos de história
No dia 26 de março de 1924, há 74 anos, estava sendo empossada a primeira diretoria do Clube Atlético Paranaense, criado da fusão entre Internacional e América. Arcésio Guimarães foi eleito o primeiro presidente do novo grande clube, que teria camisas rubro-negras em faixas horizontais, calções brancos e meias pretas com detalhes em vermelho.

Muitos títulos, vitórias e conquistas depois, o clube cresceu e chega hoje, em 1998, como o maior do estado do Paraná. É o mais bem organizado, com melhor estrutura, melhores equipes - profissionais e amadoras - e com mais perspectivas para um futuro próximo.

É esse o Clube Atlético Paranaense que amamos e ao qual doamos nossas vidas. O clube da raça, da garra e da paixão. Paixão, principalmente paixão. De dirigentes, torcedores, jogadores, funcionários e pessoas ligadas ao clube. Não existe atleticano que não é apaixonado e fanático. Como bem diz o glorioso hino, "a camisa rubro-negra só se veste por amor". E é isso que todos os atleticanos seguem à risca. Torcendo, acompanhando o clube nos gramados ou no radinho ou então à distância, nos casos daqueles que, infelizmente, não têm a chance de morar em Curitiba e poder respirar o Atlético.

Só os atleticanos sabem o que é ir na Baixada nas terças ou nas sextas a tarde, assistir a um treino do time ou então ficar ali no mirante, imaginando a Nova Baixada que está por vir. Só os atleticanos é que conhecem a emoção de estar ali na Rua Buenos Aires nos sábados de manhã para simplesmente sentir o clima do Atlético. E, principalmente, só os atleticanos conseguem sentir a felicidade de ir a um jogo no domingo, seja um Atletiba, seja um jogo contra uma equipe desconhecida, e ver a camisa rubro-negra correndo pra lá e pra cá, vestindo os guerreiros da Baixada.

É isso que nos torna especiais, diferentes dos outros. Ninguém entende o que é ser Atleticano de verdade. Somente quem o é. Atleticano de religião, de seita, de filosofia de vida, mais do que o time do coração. Porque o atleticano mesmo quer saber de tudo de seu clube. Não se importa somente com a equipe de futebol. Ele quer que as finanças estejam boas, que o CT esteja em ordem, que o time de Juniores tenha craques, que os chineses estejam bem hospedados e que as obras da Baixada estejam em dia.

Hoje é dia de festa. Festa pelo momento que vive o Atlético e festa sobretudo por ser Atleticano, de coração. Parabéns Clube Atlético Paranaense.
 
 

"Não deixem - nunca - morrer o meu Atlético." - Jofre Cabral e Silva, ex-presidente do Clube.

Página Inicial